Reforma Psiquiátrica

Amarante (2013) conta que por mais de dois séculos as pessoas em sofrimento psíquico eram internadas em hospitais psiquiátricos por longos períodos. Além do abandono, muitas destas instituições praticavam a violência e “milhares de pessoas morreram em hospitais psiquiátricos em todo o mundo” (p. 103).

Na década de 70 um grande movimento social, iniciado pelos trabalhadores de saúde mental e posteriormente acrescido pelos usuários, buscou a melhoria da assistência psiquiátrica no Brasil denunciando e criticando o modelo manicomial vigente (BRASIL, 2004). Outros países, como Itália, Inglaterra e Estados Unidos, reorganizavam a assistência em saúde mental, influenciando a sociedade brasileira com novas estratégias de tratamento. Ideias sobre equipes multidisciplinares, atuação no território e atenção psicossocial são exemplos da contribuição destes países aos serviços de saúde do Brasil. Todos estes movimentos ficaram conhecidos como Reforma Psiquiátrica. É neste contexto que serviços como os Centros de Atenção Psicossocial e  os Serviços Residenciais Terapêuticos são criados.

Escrito por Cristina Folster Pereira, em maio/2014.

REFERÊNCIAS:

AMARANTE, Paulo. Saúde Mental e Atenção Psicossocial. 4. ed. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Saúde Mental no SUS: os Centros de Atenção Psicossocial. Brasília: Ministério da Saúde, 2004a.

_________________________________________________________________________

Para quem está começando a interessar-se sobre o assunto da Reforma Psiquiátrica recomendo o texto: A Reforma Psiquiátrica Brasileira e a Política de Saúde Mental.

E para aqueles que querem aprofundar-se mais sobre o assunto, sugiro iniciar pelo livro: 

cover

AMARANTE, Paulo. Saúde Mental e Atenção Psicossocial. 4. ed. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2013.

Neste livro você conhecerá as principais influencias da Reforma Psiquiátrica Brasileira, além de um resumo da história da loucura, passando pela Idade Média, Pinel até dias atuais. 

_________________________________________________________________________

Conheça também a Lei nº 10.216 de 2001 conhecida como a lei da reforma psiquiátrica e luta antimanicomial: Lei de proteção e direitos das pessoas com transtornos mentais.

_________________________________________________________________________

Através dos Posts deste site você poderá saber mais sobre a Luta Antimanicomial que continua até hoje, conhecendo melhor os serviços substitutivos aos hospitais psiquiátricos e o tratamento oferecido às pessoas com diagnóstico de esquizofrenia.

 

2 ideias sobre “Reforma Psiquiátrica

  1. Pingback: O Alienista | Falando Sobre Esquizofrenia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *